| Home | Pesquisa avançada | Profissionais | | Hospitais | Laboratórios | Academias | Farmácias | Contato | Assinante |
Digite o nome, sobrenome, convênio ou especialidade, para encontrar o profissional que procura:
        ARTIGO SELECIONADO

      REFLUXO VÉSICO URETERAL - SÉRIA  AMEAÇA  AO RIM DA CRIANÇA

      Refluxo vésico ureteral consiste no retorno da urina para o rim durante ou não a micção. Encontra-se presente em 25 a 40% das crianças portadoras de infecção urinária, acometendo um ou ambos os rins e em graus variáveis, sendo mais frequentemente diagnosticado no primeiro ano de vida e no sexo feminino, determinando surtos repetidos de infecção.

      O quadro clínico usual é de febre, falta de apetite e deficit  pôndero estatural . A urina contaminada por bactérias ascende ao rim e desencadeia no mesmo, processo inflamatório agudo - pielonefrite,  que pode ocasionar perda gradativa da função do rim afetado. Dados estatísticos revelam que 15% dos  adolescentes portadores de insuficiência renal crônica, têm como causa o refluxo vésico ureteral que não foi diagnosticado ou corretamente tratado na infância. Confirma-se o diagnóstico através da radiografia da bexiga  intitulada  uretrocistografia miccional, sendo na oportunidade realizado a avaliação da função renal por métodos cintilográficos. O tratamento inicial quase sempre é clínico e consiste em manter a urina estéril através de medicação antimicrobiana, pois pode haver o desaparecimento espontâneo do refluxo, principalmente em pacientes de baixa idade. Isto vai depender do  grau do refluxo, idade ao diagnóstico, além de outros fatores que somente o pediatra e o cirurgião pediátrico podem melhor decidir.

       A correção cirúrgica (reimplante ureteral) quando bem indicada oferece elevados índices de cura. O prognóstico é bom quando o diagnóstico é feito precocemente.

 

Dr. Wilberto Trigueiro - Médico - CRM 871
Cirurgião Pediatra;

Especialista em Cirurgia Pediátrica pela AMB;

Coordenador da Disciplina de Cirurgia Pediátrica do Curso de Medicina - UFPB.

Saudeaqui.com - Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela DX3